#poesia

0 Publicações · 19 Artigos
O que se passa?

travel_explore work person_search rate_review
há 7 meses

Entre sombras empíricas

Reginaldo Afonso Bobato · Entre sombras empíricas · Para eu criar uma poesia sobre água pura, eu mergulhei de cabeça na lama... · Para discorrer sobre caminhos, eu perambulei sem destino... · Para falar sobre amizade, eu fui traído muitas e muitas vezes... · Para pisar em solo sagrado, eu tropecei no ...

há 10 meses

Encantos majestosos

Reginaldo Afonso Bobato · Encantos majestosos · Num dia qualquer, na penumbra da solidão, nasce uma poesia.... · Ela é o que já foi, e será o que jamais seria, amor e paixão reivindicados por comoção, e assim esta poesia é única e verdadeira, mesmo que não seja rimada, é a voz que ecoa e vem do fundo d’ ...

há 2 anos

Poesia erudita . Texto extraído do livro intitulado "Redenção", um dos 87 livros criados e escritos por mim.

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 3 anos

Em instantes...

Reginaldo Afonso Bobato · Em instantes... · Vou fazer uma poesia, peço licença para entrar em tua alma que ficará irrequieta pela ativação de sentimentos sublimes, e com uma solícita reação convoco adjetivos de proeminência e te convido para ingressar nesta jornada rumo às profundezas do âmago em questão. ...

há 3 anos

Poesia erudita

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 3 anos

Poesia ao relento

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia ao relento · Avisto, quase me conheço, desisto, persisto. Entendo, e vou a procura de meus defeitos e encontro qualidades adormecidas e reprimidas. Peço então licença a todos os pré-julgamentos; sou completo sem condenação, e me resguardo pela emoção de rever atitudes e ge ...

há 3 anos

Poesia erudita

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 4 anos

Poesia erudita

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 4 anos

Poesia ao relento

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia ao relento · Avisto, quase me conheço, desisto, persisto. Entendo, e vou a procura de meus defeitos e encontro qualidades adormecidas e reprimidas. Peço então licença a todos os pré-julgamentos; sou completo sem condenação, e me resguardo pela emoção de rever atitudes e ge ...

há 4 anos

Quando eu colher o mel...

Reginaldo Afonso Bobato · Quando eu colher o mel... · Faço uma poesia que não silencia a vida, deixe que falem que chorem que mamem que inventem, de cá pra lá, seja como for, mas que sejam acalentos r que suavizem e cadenciem nossas passadas...Mas irei correndo ao teu encontro como se fosse o último. · Fa ...

há 4 anos

Poesia calada

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia calada · Pense que as poesias são como zumbidos de abelhas rumo ao néctar das flores, daí você terá certeza entre sorrisos e lágrimas que poetas não fingem, talvez poetas abracem causas que lhe são possíveis como uma abelha que cuida de sua colmeia, volta pra ela com premo ...

há 4 anos

A falta de poesia e o excesso de rapidez

Neto Montana · A poesia é o grito, o abismo, a flexibilidade do expressar, o ser e não ser do ser... as agustias decretadas, as maneiras contadas no dia-a-dia, o querer do ser limitado, o não ser dos fantasmas que rodeiam o jardim transformado em concreto, de civilidade, os poetas salvam aquilo ...

há 4 anos

Poesia erudita

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 4 anos

Meu mel, meu belo prazer.

Reginaldo Afonso Bobato · Meu mel, meu belo prazer. · Sou poeta, e não existe nada mais antigo do que a poesia e o mel, uma combinação perfeita em prosas e versos a enxames que querem produzir um dos primeiros alimentos e que remonta a uma antiga tecnologia divina, que desde sua criação, nada mudou, tudo ...

há 4 anos

Poesia erudita

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia erudita · Vou escrevendo, tiro um ponto, ponho uma vírgula, modifico a sentença e os artigos pedem conjunção, nomeio uma frase, faço indagações precisas sujeitas a averiguações sintáticas, pronuncio o início da oração com verbos irregulares, enalteço a frase que me diz num ...

há 4 anos

Beijos letrados

Reginaldo Afonso Bobato · Beijos letrados · Tanto vale um beijo eloquente como as poesias que te levaram a ele, ainda mais uma rima especial para mantê-los para roda uma vida com sublimes recordações de estrofes vividas e sentidas. Autor Reginaldo Afonso Bobato · "

há 4 anos

Poesia calada

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia calada · Pense que as poesias são como Zumbidos de  abelhas rumo ao néctar das flores, daí você terá certeza entre sorrisos e lágrimas que poetas não fingem, talvez poetas abracem causas que lhe são possíveis como uma abelha que cuida de sua colmeia, volta pra ela com prem ...

há 5 anos

Poesia ao relento

Reginaldo Afonso Bobato · Poesia ao relento · Avisto, quase me conheço, desisto, persisto. Entendo, e vou a procura de meus defeitos e encontro qualidades adormecidas e reprimidas. Peço então licença a todos os pré-julgamentos; sou completo sem condenação, e me resguardo pela emoção de rever atitudes e ge ...

há 5 anos

Meu mel, meu belo prazer

Reginaldo Afonso Bobato · Meu mel, meu belo prazer. · Sou poeta, e não existe nada mais antigo do que a poesia e o mel, uma combinação perfeita em prosas e versos a enxames que querem produzir um dos primeiros alimentos e que remonta a uma antiga tecnologia divina, que desde sua criação, nada mudou, tudo ...

tag Tendências Ver tudo

Tire o máximo proveito do seu conteúdo

orange logo