Joao Reganassi

há 3 anos · 3 min. de leitura · visibility ~100 ·

chat Entre em contato com o autor

thumb_up Relevante message Comentar

Desafios da gestão contemporânea.

O mundo corporativo passa por constante evolução e os profissionais precisam se adequar. Essa característica faz com que existam diversos desafios na gestão contemporânea. A dúvida é: como identificá-los e superá-los?

A verdade é que a gestão vertical e hierarquizada é bastante reconhecida, especialmente no Brasil. Porém, quando tratamos de um gerenciamento horizontal, o cenário muda de figura. As pessoas se perdem e é comum o sentimento de confusão.

Nesse cenário, cabe aos gestores o empenho e a dedicação para mudar o contexto organizacional. É preciso considerar propósitos, pessoas, negócios e projetos, aliando todos esses aspectos para alcançar bons resultados. O desafio é difícil, mas acredite: pode ser superado.

Para entender melhor a gestão nos dias atuais, o blog http://blog.soufgv.com.br/como-superar-os-4-maiores-desafios-da-gestao-contemporanea-2/ elaborou os quatro maiores desafios da gestão contemporânea e mostra qual é o papel do líder neste cenário:

1. Definição de propósitos

Ao pensarmos na gestão, é notável que aprendemos a gerenciar desde crianças. Começamos a gerir coisas, animais e responsabilidades (como trabalhos da escola, tarefas, aulas extras etc.) para posteriormente passarmos para atividades maiores.

Os modelos de gestão adotados pelas escolas administrativas surgiram há muito tempo e foram se adequando com o passar dos anos. Na época da Revolução Industrial, por exemplo, foi criada uma abordagem mecânica, cartesiana e lógica. A ideia era uma hierarquia bem clara, na qual o chefe mandava, o subalterno obedecia e a carga horária era cumprida.

De lá para cá foram criados muitos outros modelos, como o neoclássico, estruturalista, de desenvolvimento organizacional, comportamental, dos sistemas, entre outros. Até que no pós-modernismo aparece a teoria contingencial, que propõe não haver uma abordagem única, mas sim uma prática mais adequada conforme o cenário e as circunstâncias.

A partir disso a gestão se tornou mais libertária, focada no indivíduo e com o objetivo de transformar a sociedade por meio da empresa. Esse paradigma vem ao encontro da dinâmica da sociedade contemporânea. Hoje, exige-se inovação e criatividade no gerenciamento dos negócios.

Como fazer isso? O primeiro passo é incluir valores, missão, objetivos de vida e qualidade dos relacionamentos interpessoais. Esses são os propósitos da organização, que são os pontos-chave para a revolução da gestão.

Eles permitem que as companhias entreguem valor para os clientes, tenham fornecedores prósperos e deem retorno para os acionistas. Isto porque o propósito é o que dá sentido ao negócio e o move para frente.

2. Gestão de pessoas: diversidade, contratação e engajamento

As empresas precisam considerar os colaboradores em seu gerenciamento atual. Isso exige ultrapassar os desafios da gestão de pessoas. Muitas vezes deixado em segundo plano, esse fator é relevante para o crescimento sustentável do negócio e para a retenção de talentos.

As atividades estratégicas da gestão de pessoas vão além do processamento de folhas de pagamento, admissões e demissões. Esse setor tem por finalidade propiciar um clima agradável para a equipe trabalhar, estimular a motivação, atrair talentos, reduzir os conflitos internos, valorizar a imagem do negócio no mercado e elevar a produtividade.

3. Gestão de negócios: concorrência e inovação

A gestão atual precisa ser tratada junto à concorrência e, principalmente, à inovação. Esse é o grande diferencial que as organizações podem ter — e, em muitos casos, é o segredo do sucesso.

No entanto, o que é inovação? É uma forma de explorar novas ideias, romper com dogmas e paradigmas e encontrar maneiras diferentes de fazer as mesmas atividades. Assim, é possível gerar valor para os clientes e obter resultados positivos para o negócio.

Outras vantagens são a economia de recursos (materiais, tempo, dinheiro) e a simplificação de funcionalidade, forma e tamanho. Tudo isso aumenta a produtividade, eleva a lucratividade e abre novos mercados.

Mais do que isso: a inovação permite se diferenciar da concorrência. Se hoje tudo parece “mais do mesmo”, o cenário atual exige o foco no mercado e na melhoria de produtos e processos.

4. Gestão de projetos: menos tempo, mais tecnologia

O último ponto dos desafios da gestão atual é referente ao gerenciamento de projetos. Essa atividade tem como função organizar, planejar e acompanhar a execução de diferentes atividades que são realizadas simultaneamente.

Porém, mesmo tendo um bom planejamento e uma equipe competente, podem surgir obstáculos nas atividades diárias. Essas barreiras comprometem o sucesso do projeto e podem trazer sérios prejuízos ao negócio.

Alguns exemplos de desafios enfrentados na gestão de projetos são desperdício de tempo, mau uso de ferramentas e aplicações e desmotivação da equipe.

Este é apenas um sumário dos tópicos apresentados no bog SouFGV. Recomendo que você de uma olhada na página para obter informações mais detalhadas sobre o tema. Fica a dia.

Deixe seu comentário, sua experiência e contribua para um mundo melhor.

JRH consultores associados

contato@jrhconsultoresassociados.com

https://jrhca.blogspot.com.br/

2
TAVeZ IV
Ra RVI
Mnox,
nd la'¢ 0

Soy

thumb_up Relevante message Comentar
Comentários

Mais artigos de Joao Reganassi

Ver blog
há 1 ano · 2 min. de leitura

InteRH–Atividade!!! – 11. Como Reagimos às Mudanças?

A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo par ...

há 1 ano · 2 min. de leitura

InteRH–Atividade!!! – 10. Outubro Rosa e Novembro Azul

A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo par ...

há 1 ano · 2 min. de leitura

InteRH–Atividade!!! – 9. LGPD e o Recursos Humanos

A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo par ...