Joao Reganassi

há 3 anos · 3 min. de leitura · visibility ~100 ·

chat Entre em contato com o autor

thumb_up Relevante message Comentar

InteRH–Atividade!!! – 9 – Cacorrafiofobia, você sabe o que é?

A marca InteRH–Atividade!!! continua fazendo parte das atividades da JRH consultores associados no ano de 2018.

Só que desta vez, mensalmente. Contando com a participação de meus amigos, colegas e conexões das minhas redes de relacionamentos como Facebook, LinkedIn, Google+, Bebee e Instagram, continuarei escrevendo um artigo sobre um determinado tema que interfere nos assuntos de Recursos Humanos e os leitores poderão contribuir para enriquecer o tema, com experiências pessoais e/ou corporativas. Caso não queira comentar questões pessoais, poderá indicar temas para os próximos artigos. Claro que sempre tomarei o cuidado necessário para não expor nenhum colaborador ou empresa. A menos é claro que a pessoa autorize a menção do nome ou empresa. Até porque, bons exemplos devem ser compartilhados e reconhecidos.

No final desta jornada, espero ter elaborado doze artigos com diferentes temas, com o auxílio de profissionais especializados. Lembrando sempre que os textos devem ser curtos e voltados mais para eventos reais que teóricos. Mas isso não significa que contribuições teóricas serão desconsideradas. O intuito é trazer o tema para discussão e contar com a participação, colaboração e pontos de vistas de profissionais de diferentes áreas.

Nosso nono tema será: CACORRAFIOFOBIA – Medo do Fracasso. Os indivíduos que lidam com cacorrafiofobia temem principalmente fracasso, porque não têm confiança nas suas capacidades. Alguns ficam com medo do fracasso por causa do ridículo que pode derivar disso (pelo menos em suas cabeças). Da mesma forma, alguns sofrem de cacorrafiofobia devido ao medo de correr riscos. Esses indivíduos muitas vezes têm expectativas rígidas ou irrealistas e/ou padrões excessivos de comportamento.

Cacorrafiofobia está muitas vezes ligada a eventos traumáticos ou embaraçosos do seu passado. Pais rigorosos ou excessivamente exigentes, irmãos ou amigos que humilham também podem levar uma criança a sofrer com extremo medo do fracasso.

Falhas menores em sua infância podem causar constrangimento ou ridículo, levando a pensamentos negativos. O medo do fracasso continua a crescer e pode ficar maior com o amadurecimento. Adicione a isso o fato de que nossas culturas e sociedades estabelecem certas expectativas em relação à aparência, relacionamentos, educação e predefinições gerais e normas de falhas e sucesso. Pessoas com o medo do fracasso muitas vezes vão desistir de tentar a menos que tenham a garantia de perfeição em determinadas tarefas.

Muitos que lidam com o medo do fracasso desistem de tentar completamente, especialmente em relacionamentos, educação ou projetos relacionados com o trabalho. Eles acreditam que o resultado da maioria desses projetos seria imperfeito, não percebendo que a perfeição é apenas uma ilusão. Sua cacorrafiofobia faz com que esses indivíduos abandonem seus empregos e relacionamentos para evitar a falha.

O medo do fracasso também pode levar a pessoa a sabotar sua vida. Ela poderia inventar doenças, dar desculpas constantes e dizer mentiras descaradas. Isso pode levar a rebaixamentos, desemprego, comentários negativos e divórcios.

Para além destes sinais, pessoas com cacorrafiofobia também sofrem com vários sintomas físicos. Os pensamentos preocupantes sobre uma determinada tarefa em mãos podem levar a noites sem dormir, dores de cabeça tensionais, dores musculares etc. Em vez de se concentrar na tarefa, o indivíduo com cacorrafiofobia gasta toda a sua energia se preocupando com o fracasso. Os sintomas físicos de cacorrafiofobia incluem distúrbios gastrointestinais, dores de cabeça, sudorese, ansiedade e ataques de pânico, tremores, irritabilidade.

Cacorrafiofobia afeta homens e mulheres. Medicações são geralmente a última linha de tratamento para este tipo de fobia. Isso é porque; drogas apenas vão mascarar os sintomas e não vão resolver o problema em sua raiz.

Terapia da fala, aconselhamento e etc. podem ajudar o indivíduo a se abrir sobre seus medos, a fim de chegar a soluções eficazes para lidar com o estresse experimentado em uma tarefa.

Um tratamento para o medo do fracasso interessante e viável para todos é automotivação. Os especialistas recomendam dividir uma tarefa em partes menores e gerenciáveis ​​e fazer gradualmente. Isto pode ajudar os pacientes a perceber que o fracasso não significa o fim da vida, e é mesmo crucial para o processo de crescimento.

Quem nunca sentiu um medo congelando em determinada etapa da vida? O que não podemos deixar é que esse medo nos impeça de concluir nossos projetos, que eles sejam pessoais ou profissionais. Certa vez eu li a seguinte frase de Thomas Edison: “Não é que eu tenha falhado. Eu encontrei foram 10.000 maneiras que não funcionaram”.

Aprendi no decorrer de minha carreira que errar faz parte do nosso processo de desenvolvimento. O que fazemos com o erro é que faz toda a diferença. Quando você está iniciando um novo trabalho, um novo projeto, falhar é a última coisa que queremos. Só de pensar no tema já traz um desconforto, incertezas e pode parecer assustador.

Na vida aprendemos desde cedo que temos que acertar e, acertar sempre. A palavra fracasso, não deve sequer ser pronunciada. Mas o que acontece quando falhamos? Assumir o erro e buscar soluções para corrigi-lo é o que qualquer profissional deve buscar.

A principal dica que deixo é que você deve avaliar sempre suas reações diante das falhas. Não deixe de procurar ajuda se você perceber que os sinais como preocupação exacerbada, noites sem dormir, dores de cabeça tensionais, dores musculares aparecerem com muita frequência. Se der medo, vá com medo mesmo...

Conto com a sua colaboração para transformar o projeto InteRH–Atividade!!! em um grande sucesso. Envie-me sua estória ou um tema de seu interesse. E claro, COMPARTILHE!

JRH consultores associados

contato@jrhconsultoresassociados.com

https://jrhca.blogspot.com.br/

pe

   

a NIG

thumb_up Relevante message Comentar
Comentários

Mais artigos de Joao Reganassi

Ver blog
há 11 meses · 2 min. de leitura

InteRHAtividade!!! – 1. O que esperar de 2021?

A marca InteRHAtividade!!! continuará fazendo part ...

há 1 ano · 2 min. de leitura

InteRH–Atividade!!! – 11. Como Reagimos às Mudanças?

A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo par ...

há 1 ano · 2 min. de leitura

InteRH–Atividade!!! – 10. Outubro Rosa e Novembro Azul

A marca InteRH–Atividade!!! continuará fazendo par ...