Reginaldo Afonso Bobato

há 3 anos · 1 min. de leitura · visibility ~10 ·

chat Entre em contato com o autor

thumb_up Relevante message Comentar

Lembranças do inverno

Lembranças do inverno

O tempo quis passar, nada o detém, mas é possível voltar aos tempos, pois passe ou não passe o tempo, pensamos para isso, e é justamente o pensamento que nos faz retroagir de forma que podemos nos lembrar dos momentos mais pueris.

Para que serve isso?

É para cura, uma vez que o passado age em nós, e desta forma não repetiremos os mesmos traumas, posto que existam lembranças que se transformam em ações automáticas pondo em risco tudo, inclusive sua liberdade e até sua vida, e para tanto devemos saber disso com premeditação, nos lembrarmos de que os erros presentes são repetições do passado longínquo , e se nos esquecermos dos erros do passado longínquo sem termos ciência de que são erros, voltaremos a errar consequentemente.

E o que é o erro?

É preciso ter conceitos e princípios filosóficos de essência, fundamentais ao comportamento em ação, e assim podemos sistematizar os acontecimentos de forma que saibamos com antecipação não somente o que é o erro, mas quem nos leva e nos eivou e ele. e que levará se nos distrairmos numa roda de otários ou astutos.   Autor Reginaldo Afonso Bobato

b917669e.jpg

Lembranças do inverno

O tempo quis passar, nada o detém, mas é passível voltar aos tempos, pois passe ou não passe o tempo, pensamos para isso, e é justamente o pensamento que nos faz retroagir de forma que podemos nos lembrar dos momentos mais pueris.

Para que serve isso?

É para cura, uma vez que o passado age em nós, e desta forma não repetiremos os mesmos traumas, posto que existam lembranças que se transformam em ações automáticas pondo em risco tudo, inclusive sua liberdade e até sua vida, e para tanto devemos saber disso com premeditação, nos lembrarmos de que os erros presentes são repetições do passado longínquo , e se nos esquecermos dos erros do passado longínquo sem termos ciência de que são erros, voltaremos a errar consequentemente.

E o que é o erro?

É preciso ter conceitos e princípios filosóficos de essência, fundamentais ao comportamento em ação, e assim podemos sistematizar os acontecimentos de forma que saibamos com antecipação não somente o que é o erro, mas quem nos leva e ele, nos levou ou nos levará se nos distrairmos noma roda de otário ou astutos.  Autor Reginaldo Afonso Bobato


thumb_up Relevante message Comentar
Comentários

Mais artigos de Reginaldo Afonso Bobato

Ver blog
há 8 meses · 1 min. de leitura
há 8 meses · 1 min. de leitura

Cegueira (tradução etimológica cem é um guei e ara)

Cegueira (tradução etimológica cem é um guei e ara ...

há 8 meses · 2 min. de leitura

Se é puro é duro

Se é puro é duro · Se é puro é duro · Se você te ...