Reginaldo Afonso Bobato

há 6 meses · 1 min. de leitura · visibility 0 ·

chat Entre em contato com o autor

thumb_up Relevante message Comentar

Majestosa sapiência

Majestosa sapiência

Peço licença a todos os escritos do mundo, quero mais do que fazer uma poesia, quero vive-la de forma que eu quase morra por ela, de amor...

Pingos dos is iniciam a contenda eu a recito em abstinência, e um pouco de divagação seu apego a devaneios profundos bem dizem que quero existir para ter paixão que não é mundana, escapo então do laço do passarinheiro e da peste perniciosa, eu me envolvo em cada letra decodificada, simplesmente creditada num célebre momento de real percepção, eu me inebrio com a nostalgia que virá, todos num só galardão, músicas, cortejos, riso e choro, pura emoção em cada memória que não é furtada da história, e vividamente sapiente, durará pra sempre a saudade que dói no peito, e angústia ou não serão preceitos que sempre serão lembradas e imaculados como verbo divino, e notória buscas a mim mesmo, eu sou todos em um e assim a honra como prelúdio não são anátemas, buscar a sabedoria é melhor que todo capital do mundo, é o deslumbre em cada descoberta, fascínio até para renomados poetas, e se é dilema, tem causas nobres e intento de grande valor. Autor Reginaldo Afonso Bobato

Majestosa sapiência

Majestosa sapiência

Peço licença a todos os escritos do mundo, quero mais do que fazer uma poesia, quero vive-la de forma que eu quase morra por ela, de amor...

Pingos dos is iniciam a contenda eu a recito em abstinência, e um pouco de divagação seu apego a devaneios profundos bem dizem que quero existir para ter paixão que não é mundana, escapo então do laço do passarinheiro e da peste perniciosa, eu me envolvo em cada letra decodificada, simplesmente creditada num célebre momento de real percepção, eu me inebrio com a nostalgia que virá, todos num só galardão, músicas, cortejos, riso e choro, pura emoção em cada memória que não é furtada da história, e vividamente sapiente, durará pra sempre a saudade que dói no peito, e angústia ou não serão preceitos que sempre serão lembradas e imaculados como verbo divino, e notória buscas a mim mesmo, eu sou todos em um e assim a honra como prelúdio não são anátemas, buscar a sabedoria é melhor que todo capital do mundo, é o deslumbre em cada descoberta, fascínio até para renomados poetas, e se é dilema, tem causas nobres e intento de grande valor. Autor Reginaldo Afonso Bobato


thumb_up Relevante message Comentar
Comentários

Mais artigos de Reginaldo Afonso Bobato

Ver blog
há 5 meses · 1 min. de leitura

E um Rei, você lê é uma legião Metáfora, analagia e etimologia da palavra religião

´´E um Rei, você lê é uma legião · Metáfora, anala ...

há 5 meses · 2 min. de leitura

Suas ticas?

Suas ticas? · Era uma vez, e a vez e eu não tinha ...

há 5 meses · 2 min. de leitura

Revogação da liberação do uso da maconha para fins medicinais

Revogação da liberação do uso da maconha para fins ...