Orientadora de Carreira Franciane Torres

há 3 anos · 1 min. de leitura · visibility 0 ·

chat Entre em contato com o autor

thumb_up Relevante message Comentar

Tudo o que você precisa saber sobre currículo. Parte 2


ca0111e1.jpg

(Fonte da imagem: LDSjobs.org)


Uma folha em branco, uma "chuva" de informações desnecessárias, conflito entre o objetivo e a trajetória profissional, um conteúdo exagerado e mentiroso, erros de português e palavras difíceis para impressionar o recrutador. Esses são os piores erros que a maioria comete ao criar  um currículo, seja para cargos considerados mais "simples" ou seja para cargos considerados mais "importantes", esses são os piores erros que TODOS os recrutadores não perdoam.


Antes de criar o currículo tenha ciência que precisa haver uma comunicação entre você e o recrutador, ou seja, você deve compreender o que o recrutador busca e o que o cargo exige e o recrutador deve compreender qual o seu objetivo, o caminho que você percorreu profissionalmente e quais são as suas qualificações. Qualquer falha nesta comunicação as chances de ser chamado para a entrevista serão nulas. 




A base para uma comunicação eficiente e sem falhas é a compreensão.

Franciane Torres


A comunicação será falha quando você: 


  • Cria um conflito entre seu objetivo, a formação acadêmica, as experiências profissionais e as qualificações. Por exemplo - Objetivo: vendas. Formação acadêmica: Graduação em Psicologia ou Engenharia civil. Experiência profissional: caixa de supermercado. Qualificação: curso de como ser um ótimo vendedor;
  • Coloca informações desnecessárias. Por exemplo - citar que possui todos os documentos em mãos, colocar a CNH, pretensão salarial, foto ou fazer uma apresentação sua no fim do currículo. Colocar o nome Currículo ou Currículo profissional no topo é bem desnecessário;
  • Não adequa seu currículo a vaga pretendida, ou seja, as informações passadas nada tem a ver com que a vaga em questão exige, ou colocar um objetivo "maior" que as experiências profissionais ou o inverso;
  • Inventa experiências profissionais, exagerar nas atividades desenvolvidas ou citar palavras técnicas para impressionar o recrutador;
  • Coloca no objetivo frases para chamar a atenção do recrutador;
  • Comete erros gramaticais de qualquer natureza; 
  • Enfeita o currículo. 


No currículo você deve comunicar: 


  • Seus dados pessoais (nome completo, idade, endereço, telefone e e-mail);
  • O seu objetivo (o cargo pretendido);
  • A sua formação acadêmica;
  • A sua trajetória profissional (as empresas em que trabalhou, os cargos, as datas de entrada e saída (mês e ano), as atividades desenvolvidas e as principais conquistas);
  • As qualificações (cursos realizados);
  • O que sabe de pacote office;
  • Obs: só coloque que é fluente em outro idioma se a vaga em questão pedir. 


A comunicação deve ser: 


  • Clara;
  • Objetiva; 
  • Simples; 
  • Com palavras fáceis de serem compreendidas; 
  • Assertiva; 
  • Sem conflitos ou confusões; 
  • Sem erros gramaticais. 



Clique AQUI para acessar a parte 1. 




A expressão #333333; font-size: 16px; font-stretch: inherit; font-variant-east-asian: inherit; font-variant-numeric: inherit; line-height: inherit; margin: 0px; padding: 0px; vertical-align: baseline;">curriculum vitae tanto pode significar o percurso de vida, como as ações mais relevantes que cada um vai realizando ao longo da sua existência. (Infopédia)





Artigo escrito por Franciane Torres. 

"
thumb_up Relevante message Comentar
Comentários

Mais artigos de Orientadora de Carreira Franciane Torres

Ver blog
há 1 ano · 1 min. de leitura
há 2 anos · 1 min. de leitura

5 atitudes que fazem diferença ao procurar emprego.

Procurar emprego tem sido cada dia mais um desafio ...

há 3 anos · 1 min. de leitura

8 dicas para você conseguir um emprego duradouro rapidamente

Com o mercado de trabalho enfrentando a crise há u ...